Os alimentos em Iracema de José de Alencar

Sobre Iracema de José de Alencar, venho olhar a construção do personagem pela interpretação da comida e da bebida em sistemas culinários formadores do tipo e do seu lugar simbólico no enredo do romance. Sem dúvida, a comida e tudo…

Para comer quiabo no prato do Santo

“Cosme e Damião Vem comer teu caruru Que é de todo ano Fazer caruru pra tu Cosme e Damião O que é que quer comer Peixe da maré Com azeite de dendê Cosme e Damião A tua casa cheira Cheira…

Para dar de comer ao Caboclo

Celebração do bicentenário da Independência da Bahia “‘Meu pai é brasileiro minha mãe é brasileira o que eu sou eu sou brasileiro” (Poesia popular do samba-de-caboclo, Bahia) Para a Bahia, o 2 de julho, ou o tão estimado “Dia do…

Sabores ibéricos em Casa-Grande & Senzala

Gilberto valoriza uma ancestralidade de sabores decorrentes da península ibérica, e assim louva Portugal com todos os sabores reunidos de um povo globalizado pelas grandes navegações. Tudo está em um Portugal ibérico com territórios africanizados pelo Magreb afro islâmicos. Do…

Comida de matriz africana em Casa-Grande & Senzala

Na busca de uma “unidade” na formação colonial marcada pela cana sacarina no Nordeste, Gilberto recorre às bases étnicas, mantendo o pensamento dominante à época ( anos1930) sobre a trilogia: europeu, africano e indígena. Gilberto em Casa-Grande & Senzala expõe…

Bacalhau um símbolo da heráldica do Carnaval

Sem dúvida, são muitos os símbolos, e desejos, marcados por diversas representações concretas que formam um amplo, rico, e importante acervo visual de imagens e de cores; além das interpretações nas organizações desses ‘objetos ou coisas’ no tempo do Carnaval….

Chipa e Pão de queijo: os sabores da mandioca

Sem dúvida, da mandioca, e dos seus inúmeros produtos, nasce uma grande variedade de comidas, e que fazem parte da organização de diferentes sistemas alimentares que estão fundamentados nesta raiz, plural e diversa, que identifica hábitos alimentares no Brasil, e…

Voltar ao topo